ATUAÇÃO EM TODAS AS AREAS DO DIREITO

Assessoria, Consultoria e Atuação Jurídica e Administrativa completa.
Direito do Consumidor; Direito Bancário; Direito Civil; Direito Tributário; Direito de Família; Direito Criminal; Direito Internacional; Direito Civil e Contratos; Direito Trabalhistas; Direito Empresarial; Direito Previdenciário; Direito das Sucessões e Inventários; Direto Eleitoral; Direito Publico e Administrativo.

Prestamos atendimento e Assessoria Jurídica nas cidades de Chui, Santa Vitoria do Palmar, Rio grande, Pelotas e Pedro Osório-Cerrito, com possibilidade de atuação em outras comarcas. Apresentamos recursos em todas as instancias judiciais.

E-mail: drhugojuridicozs@hotmail.com
Telefone Celular: 91188208- Telefone fixo: 53-32652072
( Horário Comercial- vinculado a Matriz no Município de Chui/RS)- 53-30251803 (H. Comercial- Pelotas/RS)
Celular Uruguaio: 092.484.153.
Horarios de Atendimento:
Segunda a Sexta das 9h as 12 h e das 14h as 19h
Sábados: das 9h as 12h
ESCRITÓRIO 01: Matriz HD Jurídico Chui /RS: Rua Peru 1.015 Chui/RS CEP 96255-000. Telefone (53)32652072
ESCRITÓRIO 02: HD Jurídico Santa Vitoria do Palmar/RS: Rua Barão do Rio Branco 549 CEP 96230-000
ESCRITÓRIO 03: HD Jurídico Pelotas: Rua Andrades Neves 2.565 CEP 96020-080. Telefone: (53)3025-1803
ESCRITÓRIO 04: HD Jurídico Pedro Osório- Avenida Alberto Pasqualini 55 Sala B-
ESCRITÓRIO 05: HD Juridico Rio Grande: Barão de Cotegipe 433- Centro- Sala 912- Edificio Porto de Gales





segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

DOAÇÃO DO PROPRIO CORPO

Diversos | Último tributo à humanidade (26.02.13) Wikipedia O mais antigo relato conhecido de um estudo anatômico humano de uma dissecação é do ano 287 antes de Cristo. O ato teria sido feito pelo grego Teofrasto, discípulo de Aristóteles. Ele chamou de anatomia (em grego, “anna temnein”), o termo que se generalizou, englobando todo o campo da biologia que estuda a forma e a estrutura dos seres vivos, existentes ou extintos. A anatomia humana estuda grandes estruturas e sistemas do corpo humano, deixando o estudo de tecidos para a histologia e das células para a citologia. O corpo humano, como no corpo de todos os animais, consiste de sistemas, que são formados de órgãos, que são constituídos de tecidos, que por sua vez são formados de células. Caso judicial curioso ocorreu na comarca de Igrejinha. Uma senhora, bastante idosa, que reside atualmente em uma clínica geriátrica, tinha intenção de doar seu corpo, quando da sua morte, para estudos. Inclusive andava com bilhetes por ela escritos manifestando seu interesse. Num deles, escreveu: "Desejo que meu corpo após morte seja enviada a uma universidade de medicina, que futuros médicos possam me estudar para o bem da humanidade. Como não é possível aproveitar meus órgãos para transplante, desejo que pelo menos o meu corpo fosse utilizado na sala de anatomia de uma universidade de medicina. M.L.K, Lar do Idoso Melhor Idade". O procedimento padrão para a doação de corpos consiste em simples preenchimento de formulário, firmado por pessoa capaz e no gozo de seus direitos, com reconhecimento da assinatura. Tentada esta possibilidade, foi negado o reconhecimento de firma, porque a idosa não possuía mais seus documentos pessoais, bem como pelo fato ela ter sido interditada, em que pese sua lucidez na manifestação da vontade. Dessa maneira, a idosa procurou os advogados Greice Chisini Siqueira Fleck e Carlos Ernesto Fleck, que ajuizaram ação para a obtenção de "alvará de autorização de doação de seu corpo". Na audiência, após manifestação pessoal da idosa, o juiz Vancarlo André Anacleto assim julgou: "Embora a interdição, a autora mostra-se de forma suficientemente lúcida a expresar sua vontade, dizendo que tal se deve a um ´último tributo à humanidade´, na medida em que tem conhecimento que as faculdades de medicina têm dificuldades na obtenção de cadáveres para as aulas de anatomia. Assim, acolho o parecer do MP e julgo procedente o pedido, determinando a expedição de alvará autorizando a doação do corpo da autora, após sua morte, para fins de estudos anatômicos em universidade nacional". O precedente pode alertar outras pessoas a tomarem a mesma decisão. (Proc. nº 11200015715) Fonte: www.espaçovital.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário