ATUAÇÃO EM TODAS AS AREAS DO DIREITO

Assessoria, Consultoria e Atuação Jurídica e Administrativa completa.
Direito do Consumidor; Direito Bancário; Direito Civil; Direito Tributário; Direito de Família; Direito Criminal; Direito Internacional; Direito Civil e Contratos; Direito Trabalhistas; Direito Empresarial; Direito Previdenciário; Direito das Sucessões e Inventários; Direto Eleitoral; Direito Publico e Administrativo.

Prestamos atendimento e Assessoria Jurídica nas cidades de Chui, Santa Vitoria do Palmar, Rio grande, Pelotas e Pedro Osório-Cerrito, com possibilidade de atuação em outras comarcas. Apresentamos recursos em todas as instancias judiciais.

E-mail: drhugojuridicozs@hotmail.com
Telefone Celular: 91188208- Telefone fixo: 53-32652072
( Horário Comercial- vinculado a Matriz no Município de Chui/RS)- 53-30251803 (H. Comercial- Pelotas/RS)
Celular Uruguaio: 092.484.153.
Horarios de Atendimento:
Segunda a Sexta das 9h as 12 h e das 14h as 19h
Sábados: das 9h as 12h
ESCRITÓRIO 01: Matriz HD Jurídico Chui /RS: Rua Peru 1.015 Chui/RS CEP 96255-000. Telefone (53)32652072
ESCRITÓRIO 02: HD Jurídico Santa Vitoria do Palmar/RS: Rua Barão do Rio Branco 549 CEP 96230-000
ESCRITÓRIO 03: HD Jurídico Pelotas: Rua Andrades Neves 2.565 CEP 96020-080. Telefone: (53)3025-1803
ESCRITÓRIO 04: HD Jurídico Pedro Osório- Avenida Alberto Pasqualini 55 Sala B-
ESCRITÓRIO 05: HD Juridico Rio Grande: Barão de Cotegipe 433- Centro- Sala 912- Edificio Porto de Gales





domingo, 28 de julho de 2013

ENTREVISTA A JOAQUIM BARBOSA

MÍRIAM LEITÃO ( EMAIL · FACEBOOK · TWITTER ) Publicado: 28/07/13 - 7h00 Atualizado: 28/07/13 - 8h13 Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal Foto: Camilla Maia / O Globo Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal Camilla Maia / O Globo RIO - Para o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ainda há bolsões de intolerância racial não declarados no Brasil. Ele afirma não ser candidato e diz que seu nome tem aparecido com relevância em pesquisas eleitorais por causa de manifestações espontâneas da população. Segundo ele, que se define politicamente como alguém de inclinação social democrata à europeia, o Brasil precisa gastar melhor seus recursos públicos, com inúmeros setores que podem ser racionalizados ou diminuídos. O senhor é candidato à presidente da República? Não. Sou muito realista. Nunca pensei em me envolver em política. Não tenho laços com qualquer partido político. São manifestações espontâneas da população onde quer que eu vá. Pessoas que pedem para que eu me candidate e isso tem se traduzido em percentual de alguma relevância em pesquisas. VEJA TAMBÉM Itamaraty rebate Barbosa e cita programa de bolsas que beneficia afrodescendentes Joaquim Barbosa faz cirurgia e sua presença em missa de despedida do Papa é dúvida Barbosa nega descortesia e diz que trocou 'discreto sorriso' com Dilma As pessoas ficaram com a impressão de que o senhor não cumprimentou a presidente. Eu não só cumprimentei como conversei longamente com a presidente. Eu estava o tempo todo com ela. O Brasil está preparado para um presidente da República negro? Não. Porque acho que ainda há bolsões de intolerância muito fortes e não declarados no Brasil. No momento em que um candidato negro se apresente, esses bolsões se insurgirão de maneira violenta contra esse candidato. Já há sinais disso na mídia. As investidas da “Folha de S.Paulo” contra mim já são um sinal. A “Folha de S.Paulo” expôs meu filho, numa entrevista de emprego. No domingo passado, houve uma violação brutal da minha privacidade. O jornal se achou no direito de expor a compra de um imóvel modesto nos Estados Unidos. Tirei dinheiro da minha conta bancária, enviei o dinheiro por meios legais, previstos na legislação, declarei a compra no Imposto de Renda. Não vejo a mesma exposição da vida privada de pessoas altamente suspeitas da prática de crime. Como pessoa pública, o senhor não está exposto a todo tipo de pergunta e dúvida dos jornalistas? Há milhares de pessoas públicas no Brasil. No entanto os jornais não saem por aí expondo a vida privada dessas pessoas públicas. Pegue os últimos dez presidentes do Supremo Tribunal Federal e compare. É um erro achar que um jornal pode tudo. Os jornais e jornalistas têm limites. São esses limites que vêm sendo ultrapassados por força desse temor de que eu eventualmente me torne candidato. Que partido representa mais o seu pensamento? Eu sou um homem seguramente de inclinação social democrata à europeia. Como ampliar o Estado para garantir direitos de quem esteve marginalizado, mas, ao mesmo tempo, controlar o controle do gasto público para manter a inflação baixa? O primeiro passo é gastar bem. Saber gastar bem. O Brasil gasta muito mal. Quem conhece a máquina pública brasileira, sabe que há inúmeros setores que podem ser racionalizados, podem ser diminuídos. O senhor disse que o Brasil está numa crise de representação política. O que quis dizer com isso? Ela se traduz nessa insatisfação generalizada que nós assistimos nesses dois meses. Falta honestidade em pessoas com responsabilidade de vir a público e dizer que as coisas não estão funcionando. Quando serão analisados os recursos dos réus do mensalão? Dia primeiro de agosto eu vou anunciar a data precisa. Eles serão presos? Estou impedido de falar. Nos últimos meses, venho sendo objeto de ataques também por parte de uma mídia subterrânea, inclusive blogs anônimos. Só faço um alerta: a Constituição brasileira proíbe o anonimato, eu teria meios de, no momento devido, através do Judiciário, identificar quem são essas pessoas e quem as financia. Eu me permito o direito de aguardar o momento oportuno para desmascarar esses bandidos. Por que o senhor tem uma relação tensa com a imprensa? O senhor chegou a falar para um jornalista que ele estava chafurdando no lixo. É um personagem menor, não vale a pena, mas quando disse isso eu tinha em mente várias coisas que acho inaceitáveis. Por que eu vou levar a sério o trabalho de um jornalista que se encontra num conflito de interesses lá no Tribunal. Todos nós somos titulares de direitos, nenhum é de direitos absolutos, inclusive os jornalistas. Afora isso tenho relações fraternas, inúmeras com jornalistas. A primeira vez que conversamos foi sobre ações afirmativas. Nem havia ainda as cotas. Hoje, o que se tem é que as cotas foram aprovadas por unanimidade pelo Supremo. O Brasil avançou? Avançou. Inclusive, entre as inúmeras decisões progressistas que o Supremo tomou essa foi a que mais me surpreendeu. Eu jamais imaginei que tivéssemos uma decisão unânime. Nos votos, vários ministros reconheceram a existência do racismo. O que foi dito naquela sessão foi um momento único na história do Brasil. Ali estava o Estado reconhecendo aquilo que muita gente no Brasil ainda se recusa a reconhecer, e a ver o racismo nos diversos aspectos da vida brasileira. Os negros são uma força emergente. Antes, faziam sucesso só nas artes e no futebol, mas, agora, eles estão se preparando para chegar nos postos de comando e sucesso em todas as áreas. Como a sociedade brasileira vai reagir? Ainda não vejo essa ascensão dos negros como algo muito significativo. Há muito caminho pela frente. Ainda há setores em que os negros são completamente excluídos. Como o Brasil supera isso? Discutindo abertamente o problema. Não vejo nos meios de comunicação brasileiros uma discussão consistente e regular sobre essas questões. Como superar a desigualdade racial, mantendo o que de melhor temos? O que de melhor nós temos é a convivência amistosa superficial, mas, no momento em que o negro aspira a uma posição de comando, a intolerância aparece. Como o senhor sentiu no carnaval tantas pessoas com a máscara do seu rosto? Foi simpático, mas, nas estruturas sociais brasileiras, isso não traz mudanças. Reforça certos clichês. Reforça? Por quê Carnaval, samba, futebol. Os brasileiros se sentem confortáveis em associar os negros a essas atividades, mas há uma parcela, espero que pequena da sociedade, que não se sente confortável com um negro em outras posições. O senhor foi discriminado no Itamaraty? Discriminado eu sempre fui em todos os trabalhos, do momento em que comecei a galgar escalões. Nunca dei bola. Aprendi a conviver com isso e superar. O Itamaraty é uma das instituições mais discriminatórias do Brasil. O senhor não passou no concurso? Passei nas provas escritas, fui eliminado numa entrevista, algo que existia para eliminar indesejados. Sim, fui discriminado, mas me prestaram um favor. Todos os diplomatas gostariam de estar na posição que eu estou. Todos. Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/pais/joaquim-barbosa-brasil-nao-esta-preparado-para-um-presidente-negro-9224636#ixzz2aMggywgq © 1996 - 2013. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

sábado, 27 de julho de 2013

FRESCHOPS NO CHUI- a regulamentação pela Receita Federal da Lei 12.372, de 09 de outubro de 2012

Como todos sabem, a regulamentação pela Receita Federal da Lei 12.372, de 09 de outubro de 2012, é a meta a atingir agora para funcionamento dos Freeschops no Chui Brasil. Evidente que existem muitas duvidas principalmente entre nossos comerciantes de como é que vai funcionar esse sistema, que agora, cada vez mais é uma realidade. Falamos de já estar em funcionamento para 2014, isso, é o que as autoridades da Receita Federal vem falando em cada reunião realizada. Pois bem, no ultimo encontro entre as autoridades em Santana do Livramento, neste mês passado, referido município realizou uma Carta aberta para a Receita com sugestões que para eles servem. Essas sugestões, são adequadas para nós? Encontro em Livramento tratou da regulamentação de Free Shop em Cidades Gêmeas de Fronteira Salvar • 0 comentários • Imprimir Publicado por Assembléia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul (extraído pelo JusBrasil) - 4 semanas atrás 0 Realizou-se nesta sexta-feira (28/3), em Santana do Livramento, o Fórum de Debates sobre a Regulamentação dos Free Shop em Cidades Gêmeas de Fronteira onde o tema principal foi a busca de alternativas e estratégias para a regulamentação da Lei sobre o funcionamento dos free shop em cidade de fronteira. O projeto que trata do assunto – e que já foi transformado em lei - é de autoria do deputado federal Marco Maia (PP-RS). O presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Implantação de Free Shops, deputado Frederico Antunes (PP) disse durante sua manifestação que algumas questões ainda precisam ser adaptadas à realidade brasileira antes da regulamentação da Lei que está prevista para o final do ano. “O embrião dessas regras precisa ser de cunho técnico e é isso que estamos vendo ocorrer a cada encontro e reunião que participamos na Receita Federal”, destacou Frederico Antunes. Ao final do evento, foi redigida a CARTA DE SANTANA DO LIVRAMENTO. CARTA DE SANTANA DO LIVRAMENTO - FREE SHOP Ao final do I Fórum de Debates sobre a Regulamentação dos Free Shops, realizado na cidade de Sant’ana do Livramento, as entidades e pessoas que esta subscrevem manifestam suas sugestões para regulamentação da Lei 12.372, de 09 de outubro de 2012. Depois de uma árdua luta pela aprovação da lei 12.723/2012, que beneficia 09 estados brasileiros e 28 cidades gêmeas de fronteira com a implantação de Lojas de Free Shop no Brasil, traçamos uma nova caminhada que busca a justa regulamentação da Lei tornando-a exeqüível e benéfica, de fato, oportunizando o desenvolvimento dessas regiões, como preconizou desde o inicio em seu objetivo principal, através de uma visão desenvolvimentista de seu autor Deputado Marco Maia. É determinante no processo de regulamentação que pontos sejam considerados para que esta, não vá contra o objetivo principal, devendo oportunizar uma concorrência leal nas cidades gêmeas. Abaixo apresentamos sugestões a serem consideradas e analisadas para inclusão na regulamentação: 1. Funcionamento da loja de Free Shop no mesmo local onde funciona o estabelecimento comercial que aderir ao sistema de loja alfandegada. Justificativa: favorecer o desenvolvimento através da adequação do comercio convencional com a complementação do negócio já estabelecido, criando fluxo de clientes através da venda de produtos com isenção de impostos. 2. Depósito Alfandegado único (Conforme modelo Uruguaio): recinto aduaneiro de retaguarda onde há controle e desembaraço aduaneiros e depósitos para lojas, integrado com RFB (Receita Federal do Brasil). Justificativa: Em consonância com a legislação atual e com base na experiência positiva do modelo uruguaio o que facilita o controle e a liberação dos produtos diretamente ao lojista de free shop, que será fiel depositário da mercadoria adquirida para venda. 3. A venda de mercadorias nas lojas de Free Shop deverá ser especifica para estrangeiros e brasileiros em viagem internacional Justificativa : Considerando a Lei aprovada que prevê a venda para brasileiros somente em viagem internacional com a devida comprovação, visamos a proteção do comércio local em especial aqueles empresários que não aderirem aos regime de loja franca. 4. O local de instalação das lojas de Free Shop deve ser de acordo com o plano diretor de cada município. Justificativa : Cada município determina através de seu plano diretor o local onde podem ser estabelecidos as empresas comerciais, e as Lojas francas devem obedecer as regras próprias de cada cidade. A limitação dos locais onde podem ser implantadas os Free Shop também objetiva a proteção das empresas locais em relação a grandes investidores. 5. Em caso de excedente da quota nas compras realizadas, o imposto devido deverá ser recolhido no próprio estabelecimento de FREE SHOP, através de sistema integrado com a Receita Federal. Sant’ana do Livramento, 28 de junho de 2013. Associação Comercial e Industrial de Sant’ana do Livramento Associação Comercial e Industrial de Ururguaiana Associação Comercial e Industrial de Jaguarão Associação Comercial Industrial Agropecuária e de Serviços de Chuí Associação Comercial e Industrial de Quaraí Câmara de Dirigentes Lojistas – Santana do Livramento Câmara de Dirigentes Lojistas – Jaguarão Sindilojas – Sant’ana do Livramento Sindilojas – Quaraí Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil Frederico Antunes – Presidente da Frente Parlamentar dos Free Shop - Deputado Estadual Jerônimo Goergen – Deputado Federal Edson Brum – Deputado Estadual Marco Maia – Deputado Federal Luis Carlos Heinze – Deputado Federal Afonso Hann – Deputado Federal Ana Amélia Lemos – Senadora Prefeitura Municipal de Sant’ana do Livramento Prefeitura Municipal de Jaguarão Prefeitura Municipal de Aceguá Prefeitura Municipal de Barra do Quaraí Prefeitura Municipal de Jaguarão Prefeitura Municipal de Porto Xavier

sexta-feira, 26 de julho de 2013

quinta-feira, 25 de julho de 2013

COM O DEPUTADO FEDERAL PROGRESSISTA AFONSO HAMM, NO CHUI

Mais uma boa noticia do Deputado Federal Progressista Afonso Hamm, para o Município
do Chui, uma emenda parlamentar de 300 mil reais para pavimentação urbana, justamente, o que mais precisamos.

terça-feira, 23 de julho de 2013

DOMINGUINHOS

Saudades da minha esposa... Musica de Dominguinhos... triste perda. De volta pro aconchego Estou de volta pro meu aconchego Trazendo na mala bastante saudade Querendo um sorriso sincero Um abraço para aliviar meu cansaço E toda essa minha vontade Que bom poder estar contigo de novo Roçando teu corpo e beijando você Pra mim tu és a estrela mais linda Teus olhos me prendem, fascinam A paz que eu gosto de ter. É duro ficar sem você vez em quando, Parece que falta um pedaço de mim. Me alegro na hora de regressar, Parece que vou mergulhar na felicidade sem fim.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

JOGADORES QUE ME FAZER VER UM JOGO

Claro que, como bom apreciador de futebol, tem jogadores que me fazem assistir um jogo de futebol. Mesmo um amistoso. Uruguaios, tem vários. FORLAN, consegue que eu veja jogos até do Inter; Os velhos LOCO ABREU e Chino RECOBA... assim como Forlan, vejo jogos do Nacional se necessário para assisti-los jogar. Assisto os jogos do Atlético Mineiro, apenas pelo futebol do RONALDINHO GAUCHO. E me forço a ver o time do Barcelona, pelo MESSI. Ultimamente, Neymar vem me convencendo, e com certeza, agora no Barcelona, sempre me fará assistir a tais jogos.

segunda-feira, 15 de julho de 2013

meu pai venceu o cancer

Para meu pai, que partiu em 2010, o cancer poder ter lhe levado a vida, mas não conseguiu levar seu espirito, sua alegria, e até os ultimos dias, me passou exemplos de coragem como fez durante toda sua vida. Não se curvou.

Homem é encontrado morto no Chuí

No Sul 14/07/2013 | 15h59 Homem é encontrado morto no Chuí O corpo de Juan Gabriel Rocha, 34 anos, tinha marca de tiros Um homem foi encontrado morto no Chuí, no sul do Estado, neste domingo. O corpo de Juan Gabriel Rocha, 34 anos, tinha marca de tiros na cabeça e no peito. Segundo a Brigada Militar, ele era uruguaio. O bairro onde seu corpo foi descoberto por vizinhos se chama Toquinho. A polícia investiga o caso.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Acidente fatal no Chui: Sr. Delmiro dos Santos falece.

Fonte: Radio Guaiba Motociclista morre em colisão no Chuí Acidente envolveu um Gol com placas de Pelotas Uma colisão traseira matou um motociclista identificado como Delmiro dos Santos, de 64 anos, às 18h15min desta quinta-feira, no km 679 da BR-471, no Chuí, no Extremo Sul gaúcho. O acidente envolveu um Gol com placas de Pelotas. Santos morreu na hora. A Polícia Rodoviária Federal de Santa Vitória do Palmar não conseguiu identificar o modelo da moto, tamanho o estrago da colisão. O trânsito no local já se normalizou.

MOMENTO HISTORICO DE ENTREGA DE POSSE DE IMOVEL PARA O MUNICIPIO

A posse da antiga Latinoamerica para o Município foi uma vitoria pessoal minha, que me deixou extremamente feliz. Momento marcante nesta nova administração do Chui.

terça-feira, 2 de julho de 2013

PRESIDENTE DO PARTIDO PROGRESSISTA CHUI 2013-2015

Dia 30 de Maio deste Ano de 2013, fui eleito, por aclamação, Presidente do Partido Progressista do Chui, por 2 anos, até junho de 2015. Importante reconhecimento dos amigos progressistas do Chui, que me incumbiram em mais essa tarefa de extrema responsabilidade.